Exposição retrata história e sonhos de jovens em vulnerabilidade do Rio

Rio – “Quero fazer quadros para mostrar as tristezas que vivi”. A frase, junto com outras mensagens e desenhos sobre força, luta, fé e esperança de dias melhores estão expostas no Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, no bairro do Humaitá, na Zona Sul do Rio, a partir desta segunda-feira (30). A exposição “Mapa dos Sonhos – Uma Escultura Social” reúne projeções dos sonhos e expectativas de jovens em vulnerabilidade, que cumprem medidas socioeducativas ou vivem em situação de abrigo.

Ao todo, 64 jovens participam do projeto, que é uma parceria entre as secretarias Especial da Juventude (JUVRio) e municipal de Assistência Social (SMAS), com apoio da Secretaria Municipal de Cultura do Rio. A iniciativa pretende avaliar necessidades e demandas dos jovens, a partir de atividades de escuta de suas experiências, propostas e ideias, para aplicá-las nas políticas públicas. A proposta foi criada e produzida por Marcelo Fidalgo, e tem curadoria da artista plástica Gabriela Gusmão, ambos da SMAS.

“Essa é uma construção dos adolescentes que vivem nos abrigos da prefeitura e que estão aqui manifestando, através da arte, suas angústias, seus sonhos e as possibilidades que eles têm para frente”, afirmou a secretária municipal de Assistência Social, Laura Carneiro.

“A ideia é que esses jovens, em vulnerabilidade e muitas vezes invisibilizados, consigam ser vistos pelo restante da nossa cidade e assim consigam transmitir seus sentimentos e perspectivas de futuro. A gente quer dar visibilidade aos sonhos da juventude carioca”, completou Salvino Oliveira, secretário da JUVRio.

Nas paredes do Espaço Cultural estão registrados os sonhos dos jovens acompanhados pela rede de acolhimento e Centros de Referência Especializada de Assistência Social (Creas) com um futuro na área da saúde, da confeitaria, como modelo e até na Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil. “Ser confeiteira é preparar pequenos pedaços de amor”, escreveu um jovem. “Eu escolhi a profissão de modelo porque admiro muito os trabalhos feitos nos desfiles”, relatou outro. “Dedicar a vida a cuidar de outras”, descreveu mais um.

A exposição funciona até o dia 30 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 11h às 17h, e aos sábados e domingos, das 17h às 20h. As obras também poderão ser acessadas pela internet. Nesta segunda-feira, parte dos jovens que fizeram os desenhos participaram da inauguração da exposição. De acordo com a gerente de Inovação e Participação Social da Secretaria da Juventude, Clarice Rocha, a parte mais emocionante do projeto foi ver a expectativa de mudança dos jovens.

“Esse projeto é muito importante, porque ele faz com que essa juventude em vulnerabilidade, que muitas vezes é deixada de lado, quando a gente pensa em políticas públicas da cidade, seja ouvida. A gente acredita na JUVRio que nosso diferencial é entender todas as juventudes. O que mais me emocionou foi ver eles lá hoje, contando a história deles e terem a expectativa de mudança. Eu acho que esse é só o início do que a gente pode construir”, afirmou Rocha.

Serviço

Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto: Rua Visconde de Silva, nº 292 – Humaitá;

Exposição Virtual: http://siurb.rio/portal/apps/sites/#/mapa-dos-sonhos
Fonte: Jornal O DIA

Sobre a laura Carneiro

Laura Carneiro é advogada formada pela UERJ, aos 22 anos. Coautora do Estatuto do Idoso, autora de milhares de proposições e de leis de defesa da mulher, da criança e do adolescente. Foi vereadora pela primeira vez aos 25 anos e está em seu quarto mandato. Também foi deputada federal quatro vezes e secretária municipal de Assistência Social entre 1º de janeiro de 2021 e 31 de março de 2022.

Últimas Noticias

Siga-nos

Laura Carneiro no YouTube

Assine a nossa newsletter